A voz aos amigos (VI)

Fábrica de nuvens

Do nada, hoje vi nascer uma nuvem
Melhor dizendo: várias
Para que não ficasse a dúvida.
Capricharam ou foi passo de mágica?
Geração espontânea é coisa que não acredito.

Há alguém que conversa comigo enviando-me nuvens!
(E seu eu contar ninguém acredita.
A não ser que esse alguém também tenha recebido nuvens de presente.)
E logo desvaneceram:
“Esta mensagem autodestruir-se-á em segundos!”

E não podia ser de outro modo,
De contrário não seria o presente, mas a Eternidade
(Falta ainda nascer mulher que tenha esse nome.)
Entre-tanto, tenho aprendido o alfabeto nubloso
Porque a mensagem merece resposta.

Pe. Humberto Martins

One thought on “A voz aos amigos (VI)

Deixe uma Resposta para Maria Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s