A voz aos amigos (VI)

Fábrica de nuvens

Do nada, hoje vi nascer uma nuvem
Melhor dizendo: várias
Para que não ficasse a dúvida.
Capricharam ou foi passo de mágica?
Geração espontânea é coisa que não acredito.

Há alguém que conversa comigo enviando-me nuvens!
(E seu eu contar ninguém acredita.
A não ser que esse alguém também tenha recebido nuvens de presente.)
E logo desvaneceram:
“Esta mensagem autodestruir-se-á em segundos!”

E não podia ser de outro modo,
De contrário não seria o presente, mas a Eternidade
(Falta ainda nascer mulher que tenha esse nome.)
Entre-tanto, tenho aprendido o alfabeto nubloso
Porque a mensagem merece resposta.

Pe. Humberto Martins

One thought on “A voz aos amigos (VI)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s